image (1)

Dois palhaços chegam com monociclos carregando madeiras para uma obra. Realizam números de música, rola-rola e acrobacias diversas, sempre interagindo com o público. Assim é o clima de Carpinteiro em Domicilio, espetáculo divertido e inusitado que a Cia SUNO, de Campinas-SP, traz este anos para o 3° Festival de Circo de Taquaruçu.

A proposta é demonstrar habilidades técnicas de circo utilizando uma roupagem diferente. Neste processo a ideia é utilizar o palhaço longe do universo do circo e como ele lida com os elementos do dia-a-dia sem estar se apresentando. Direção é assinada coletivamente por toda a Cia SUNO e conta com Helena Figueira e Duba Becker. Duração 45 minutos. Classificação: livre.

Sobre a Cia SUNO

A companhia é composta por Helena Figueira, atriz dramática e circense formada pelo CPT e pela École National du Cirque Annie Fratellini, e por Duba Becker, artista acrobata com domínio das técnicas de malabares. Foi fundada em 1998, em Santos, por um grupo de amigos que sonhavam criar um núcleo de pesquisa na cidade.

Inicialmente, a Cia dedicou-se a pesquisas sobre o teatro do absurdo, realizando estudos sobre “Fando e Lis”, “Piquenique no Front” e “O Arquiteto e o Imperador da Síria”. Logo após, iniciou um trabalho sobre “Esperando Godot”, onde integravam as artes circenses e dramáticas. O espetáculo que recebeu três prêmios de melhor ator, concedido à Victor Nóvoa, além d indicações de melhor direção e melhor ator coadjuvante.

A Cia Suno tem sua identidade constituída como uma mescla da riqueza poética do circo com a linguagem teatral, sem perder a essência da máscara. Todas as peças realizadas pela companhia, desde então, têm uma temática, uma história.

Hoje a Cia Suno tem treze espetáculos em seu repertório, desenvolvidos nesses 18 anos de palhaçada. Dedica-se às técnicas de palhaço utilizando uma linguagem mais corporal, unida ao circo, mímica, teatro físico e dança.

Também  procura criar uma dramaturgia própria e pesquisa de textos para palhaços.Esteve em Portugal, Espanha e Argentina a convite da EMBRATUR, para representar a arte brasileira. Esteve também na 12a. Convencion Aargentina de Malabares, Circo y Espectaculos Callejeros, com A Bailarina e o Palhaço, em 2009.

Além de se dedicar à arte circense nestes anos de existência, a Cia Suno assinou a coreografia da comissão de frente das Escolas de Samba X9 Santista (2008) e Gaviões da Fiel (2009, 2010, 2011, 2012, 2013,2014 e 2015).

Para seguí-los https://www.facebook.com/ciasuno

 

Sobre o Festival

O Festival de Circo de Taquaruçu chega a sua 3a. edição em 2016 como principal evento da região Norte do Brasil. Entre os dias 23 e 29 de maio o distrito ecoturístico de Taquaruçu, em Palmas, capital do Tocantins, abrigará cerca de 10 de espetáculos das mais variadas modalidades circenses, além de oficinas, exposições, shows musicais, sessões de cinema (Cinecirco), vivências e feiras de troca.

O evento é uma realização da Cia Os Kaco, integrante da Rede de Circo do Mundo Brasil (redecircodomundo.org.br) e este ano espera reunir mais de 50 grupos e artistas de todo o Brasil e da América Latina. ”Queremos fazer desta edição um grande panorama da arte circense do norte e centro-oeste do país, ampliando nossa articulação com outros eventos importantes como o Encontro de Palhaços em Anápolis, o Festival Galhofada (Goiânia) e o Encontro Goiano de Malabares e Circo, ressaltou Kadu Oliviê, artista da Cia Os Kaco.

O Festival de Circo de Taquaruçu tem o patrocínio da Energisa, Investco e o apoio do Sesc Tocantins, Prefeitura de Palmas, Sebrae Tocantins, Senac Tocantins e Ponto de Cultura Canto das Artes.

Deixe uma resposta

Your email address will not be published. Required fields are marked *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

clear formComentar